Copper Alliance

Casas inteligentes serão responsáveis por aumentar a demanda de cobre

De acordo com um estudo efetuado pela empresa BSRIA, encomendado pela ICA – International Copper Association – a utilização do cobre em aplicações de casas inteligentes atingirá 1,5 milhões de toneladas por ano até 2030.

Ainda, segundo o estudo, a partir de 2021, a demanda por cobre poderá se multiplicar no mercado residencial, através do aumento da utilização de produtos que utilizam fios e cabos, componentes eletrônicos e baterias em sua composição.

Com as casas inteligentes, o crescimento de equipamentos conectados à Internet, como smartphones e aparelhos inteligentes, também impulsionará o aumento da demanda de cobre.

A explicação

Conforme explicado por Anette Meyer Holley, Gerente de Negócios da WMI, no BSRIA: “A previsão do BSRIA de 2018 a 2030 mostra que o crescimento do mercado global de sistemas domésticos inteligentes aumentará para 21% CAGR. Isso se deve ao aumento na demanda e na produção de aparelhos inteligentes, que se espalham amplamente em diferentes regiões abrangendo controle de voz, segurança, gerenciamento de energia, produtos de entretenimento e muito mais. ”

O cobre é encontrado em diversos componentes dentro de uma casa e isso faz com que a integração de casas inteligentes se torne uma parte significativa e crescente da demanda desse metal.

“À medida que as casas inteligentes evoluem para estruturas mais inteligentes e cabeadas, a fim de garantir a confiabilidade e segurança do sistema, o cobre continuará sendo o material escolhido”, afirma Collin Bennett, gerente global de análise de mercado da ICA.

 

Veja também:

O #cobre ajuda cidades a se tornarem mais sustentáveis e inteligentes.

 

Fontes extraídas e adaptadas de:

https://www.reporteminero.cl/noticia/noticias/2019/04/casas-inteligentes-aumentaran-la-demanda-del-cobre

https://copperalliance.org/2019/04/09/smart-homes-to-lift-copper-market/

 

COMPARTILHAR