Copper Alliance

Cobre, indispensável para a economia de energia.

O cobre é um material essencial para a produção, transporte e uso de energia eficiente: ele é o melhor condutor de eletricidade e calor, com exceção de prata, mas é o metal mais adequado para aplicações industrial e civil.

Suas propriedades se tornam indispensáveis na construção de instalações de alta tecnologia, além de possuir um desempenho inatingível com outros materiais.

O cobre e suas ligas são usados para a troca de energia térmica em muitas aplicações, tais como:

*Calefação de piso e parede

*Coletores solares térmicos

*Bombas de calor

*Sistemas de aquecimento e refrigeração

*Coletores para energia geotérmica10

*Permutadores de calor para uso industrial

*Sistemas de recuperação de calor para sistemas de ventilação forçada.

Mas a condutividade térmica não é o único benefício do cobre em termos de eficiência energética. Os tubos de cobre, em instalações hidráulicas, favorecem a economia de energia graças a sua baixa rugosidade interna, o que reduz as perdas de carga e o consumo de energia das bombas de circulação.

Um outro exemplo da utilização do cobre, são nas unidades de ar condicionado e refrigeração, onde há uma necessidade forçada de trabalhar com pressões muito elevadas. Por esse motivo, é necessário que as instalações sejam resistentes a tensão mecânica, produzida pelas altas pressões, e tenham uma excelente condutividade térmica.

Os tubos de cobre ranhurados e com diâmetro reduzido favorecem o desempenho máximo da instalação, dada sua resistência a altas pressões em relação à espessura do tubo, permitindo serpentinas para trocadores de calor mais compactas e eficientes.

Reciclagem – outro meio de economia de energia.

A produção de novos tubos de cobre, a partir do cobre reciclado é muito importante, pois, é possível alcançar três vantagens ao mesmo tempo, sem sacrificar suas características físicas e mecânicas originais. São elas: a exploração de minas é reduzido, há uma economia de até 85% de energia em relação à extração de mineração e, finalmente, o volume de resíduos que precisa ser armazenado ou descartado não é aumentado.

Os países mais desenvolvidos tecnologicamente, incluindo a Espanha, têm uma taxa de reciclagem de mais de 40%. Esse número é limitado apenas pela disponibilidade atual de sucata. É muito provável que parte do cobre dos objetos de uso diário que nos cercam, tenha sido extraído da mina há vários séculos, trabalhado e derretido várias vezes.

Ao contrário de outros materiais, a reciclabilidade é total: o tubo de cobre tem um alto valor de recuperação, sem custos de descarte ou problemas ambientais ao final de seu ciclo de vida.

Fonte extraída, traduzia e adaptada de https://elcobre.com/por-que-usar-cobre/eficiencia-energetica.