Copper Alliance

Os impactos positivos do cobre para a mobilidade urbana.

Nos últimos anos, a mobilidade urbana vem sendo cada vez mais debatida, e um dos principais setores envolvidos nessa discussão é o da indústria automobilística, principalmente no quesito de desenvolvimento tecnológico de veículos comerciais, onde fatores como mudanças climáticas, crescimento da população mundial e demanda por mais segurança, tem se tornado essenciais para a sobrevivência do setor.

Segundo o Relatório Global sobre Veículos Elétricos (Global Electric Vechicle Outlook 2017), lançado pela Agência Internacional de Energia (IEA International Energy Agency), as vendas de veículos elétricos em 2016 alcançaram um novo recorde mundial, chegando a marca de 750 mil unidades vendidas.

No ano de 2016, o estoque global de veículos elétricos passou de 2 milhões, isto é praticamente o dobro do que foi registrado no ano de 2015. (Figura 1)

 

No Brasil, o crescimento do segmento de veículos elétricos é gradativo, porém muito positivo no âmbito regulatório. Em 24 de abril de 2018, a Prefeitura de São Paulo divulgou a versão final dos editais de licitação que regulará o futuro do sistema de transporte coletivo municipal. O destaque mais importante do conjunto de documentos liberado pela Secretaria de Transportes são os cronogramas anuais com as metas de corte de poluentes que serão exigidas pelos concessionários ao longo de 20 anos.

A Lei Ambiental 16.802/2018, sancionada em janeiro, fixou um prazo de dez anos para que o transporte coletivo de São Paulo corte em até 50% as atuais emissões de CO2 e um prazo de 20 anos para zerar todas as emissões, incluindo MP (material particulado) e NOx (óxidos de carbono), este último um grande vilão na qualidade do ar. Na prática, se forem cumpridas, essas metas levarão à troca da maior parte da atual frota a diesel por ônibus (14.400 unidades) por veículos elétricos e híbridos, ou movidos a outras tecnologias de energia renovável.

 

Frente à essa evolução no setor automotivo, um dos principais aliados no crescimento da mobilidade urbana é o cobre. Com sua excelente capacidade em transportar corrente elétrica, é possível verificar uma redução no consumo de energia, o que melhora o desempenho de sistemas e reduz as emissões de CO2. Além disso, as propriedades contidas no cobre contribuem significativamente para a miniaturização de peças, havendo assim a possibilidade de aprimorar novas soluções e tecnologias aos veículos.

 

Devido à sua alta condutibilidade, o cobre é um material capaz de garantir a eficiência dos dispositivos utilizados na indústria automotiva, onde podemos destacar os sistemas de transmissão elétrica, de aquecimento e resfriamento, além do computador de bordo, painéis eletrônicos, injeção eletrônica, entre outros itens que constituem toda a estrutura elétrica de um veículo.

Leia também:  Cobre contribuirá para o crescimento do setor automobilístico na China

Infográfico – O cobre e a eficiência energética

COMPARTILHAR