Copper Alliance

O cobre contribui para cidade mais inteligentes e sustentáveis.

Não é possível converter uma cidade em uma cidade inteligente sem a utilização do cobre.

A cidade do futuro é projetada como uma cidade inteligente, energeticamente eficiente, ambientalmente responsável e capaz de responder às necessidades de seus habitantes; tudo isso, com o objetivo de melhorar a qualidade de vida das pessoas.

Atualmente, as cidades estão crescendo a uma taxa sem precedentes: quase 80% da população na Espanha e em toda a União Européia reside nas cidades. Esse rápido crescimento envolve vários desafios sustentáveis, que vão desde o aumento do consumo de recursos até o aumento de resíduos e poluição. Na verdade, as cidades são responsáveis por 70-80% do consumo de energia na UE e o mesmo percentual do total de emissões de CO 2 .

O cobre desempenha um papel fundamental na abordagem desses desafios sustentáveis, pois contribui para a descarbonização e maior eficiência energética. Suas propriedades únicas, que incluem excelente condutividade elétrica e térmica, uma longa vida útil e a possibilidade de ser 100% reciclado ao final, o tornam essencial na configuração de cidades mais inteligentes e ecológicas em um futuro não tão distante. |Uma fonte de energia com ajuda do cobre

Mais de 100 aplicações em construção sustentável

40% do consumo total de energia e 35% das emissões de CO 2 na UE são para edifícios. É por isso que as autoridades europeias estão incorporando desenvolvimentos regulatórios, como a Diretiva Européia Renovada sobre Eficiência Energética em Edifícios (EPBD), que afirma que novos edifícios devem ter quase zero consumo de energia em 31 de dezembro 2020 (final de 2018 para novos edifícios públicos).

As aplicações de cobre em edifícios sustentáveis ​​são quase ilimitadas, com mais de 100 usos possíveis: desde as necessidades básicas de água, eletricidade e ar condicionado até a automação de edifícios, painéis solares e pontos de carregamento de veículos elétricos. Juntas, essas aplicações têm um imenso impacto positivo na eficiência energética e no desempenho ambiental dos edifícios. |CONSTRUINDO MELHOR: UM GUIA PARA O COBRE EM EDIFÍCIOS VERDES|

Objetivo: mobilidade com zero emissões.

Além disso, a revisão mais recente da diretiva EPBD promove a mobilidade elétrica com a introdução de pontos de recarga em novos edifícios não residenciais e aqueles que realizam uma reforma substancial. Atualmente, o transporte rodoviário gera 20% de CO 2 emitida no UE, um número que pode ser reduzido em 1/3 com a generalização de veículos elétricos.

Em nosso país, os dados refletem um aumento percentual de quase 120% dos registros de veículos elétricos nos primeiros quatro meses de 2018 em relação ao ano anterior, segundo dados da ANFAC – Associação Espanhola de Fabricantes de Veículos e Caminhões. O cobre é um componente essencial tanto para a fabricação desses veículos (um veículo elétrico contém entre 70 a 90 kg de cobre em comparação com cerca de 20 kg em média de um veículo de combustão) quanto para o equipamento de carga e conexão à rede elétrica.

Um compromisso com energia renovável

O aumento da demanda de energia devido à concentração da população nos centros urbanos obriga a realizar uma transição energética que garanta o suprimento. Assim, essa transição energética já está ocorrendo em cidades que desejam se tornar cidades inteligentes, através de um aumento progressivo no uso de energias renováveis, como energia solar térmica, fotovoltaica, eólica e geotérmica.

Para otimizar sua eficiência, pode ser usado até 12 vezes mais cobre nesses sistemas de energia renovável do que nos sistemas tradicionais. Além disso, os investimentos necessários na infraestrutura de transmissão e distribuição, com redes de energia inteligentes e conectadas, também implicam maior uso de cobre.

Um material durável e sustentável

O cobre é essencial para a criação e operação das cidades inteligentes e ecológicas do futuro. De fato, estima-se que até 2050 a demanda por cobre na UE aumente em 20 milhões de toneladas, o que representa um aumento médio anual de 14%. Com reservas conhecidas de cobre e recursos disponíveis, esse aumento na demanda não representa nenhum risco de oferta.

Além disso, o cobre é um dos poucos materiais que podem ser reciclados repetidamente sem perder nenhuma de suas propriedades. O uso de cobre reciclado gera uma economia de energia de 80 a 90% em comparação com a produzida nas minas. Estima-se que, hoje, 2/3 das 550 toneladas de cobre produzidas desde 1900 ainda estejam em uso. |Cobre, campeão de reciclagem|

 

Fonte extraída, adaptada e traduzida de: https://el-cobre-crea-hogar.es/el-cobre-construye-ciudades-mas-inteligentes-y-sostenibles