Copper Alliance

A participação do cobre na economia circular

As principais mineradoras trabalham reciclando cobre, para garantir um futuro sustentável ao planeta.

Ciclo de vida do Cobre

A reciclagem de metais, em uma época definida pelo crescimento, é parte integrante dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU e também vital para sustentar o planeta como o conhecemos. Além disso, uma explosão da classe média global, associada à nova eletrificação de um bilhão de pessoas em todo o mundo, e ao aumento de produtos eletrônicos de consumo, estão impulsionando a transição necessária para um futuro de baixo carbono.

De fato, o consumo crescente de produtos eletrônicos e a produção acelerada, significam que a disponibilidade de matérias-primas precisa expandir em um ritmo mais rápido. Felizmente, o cobre é a matéria-prima ideal para reciclagem, pois é infinitamente reutilizável sem perda de propriedades.

Embora a reciclagem de dispositivos eletrônicos e outras tecnologias seja cada vez mais complexos, os principais mineradores de cobre do mundo e membros da International Copper Association (ICA) estão à altura desta tarefa.

É o caso da mineradora Rio Tinto Kennecotte com sua principal mina, a emblemática Bingham Canyon Mine, que certeamente é um dos maiores e mais produtivos projetos do mundo. A mina, que começou a operar no início de 1900, atende atualmente quase 15% de toda a demandas de cobre dos EUA.

Em 2012, para melhorar a eficiência e promover a economia circular, a Rio Tinto Kennecott e seus ativos começaram a introduzir sucatas recicladas de empresas dos EUA no processo de fundição.

Marc Cameron, Diretor Executivo da Rio Tinto Kennecott, declara: “A reciclagem de cobre é uma vantagem para nós e para a comunidade. Isso nos permite atender a um elemento da demanda de cobre de maneira sustentável e continuar contribuindo para a economia local e nacional. ”  

O cobre reciclado passa pelo processo de fundição e refinaria, assim como aquele que é extraído da Mina de Bingham Canyon, e os resultados deste processo são impressionantes. 

No total, a Kennecott processou 2,8 milhões de libras de cobre a partir de sucata reciclada em 2017, uma quantidade igual a toda a fiação de cobre elétrica de 6 mil e 400 residências recém-construídas.

Reciclabilidade do cobre na Europa

Por que as mineradoras se preocupam com a sustentabilidade?

Desde a década de 1960, no Norte da Suécia, a Boliden recicla resíduos em sua fundição Rönnskär.

Os membros da ICA, com outros parceiros europeus, enfrentam a perspectiva de que, embora o continente tenha altas demandas de cobre, também possui recursos minerais limitados.    

A refinaria, fora de Skellefteå, tem uma capacidade anual de reciclagem de material elétrico de 120 mil toneladas, incluindo placas de circuitos de computadores e telefones celulares originários principalmente da Europa, a tornando uma das maiores recicladoras de material eletrônico do mundo.

Peter Burman, Gerente de Programa, Mine Automation diz: “o aumento da reciclagem nos aproxima da economia circular, onde um alto grau do material que é consumido pode ser reutilizado ou reciclado, e o que é um desperdício para uma empresa é uma matéria-prima para outra.”

A Alemã Aurubis

Conhecida como a maior recicladora de cobre do mundo e uma das maiores recicladoras de metal em geral, a alemã Aurubis está expandindo seu próprio arsenal de tecnologias de ponta, fabricando produtos a partir de materiais reciclados em vários locais. 

A fábrica da Aurubis, localizada em Lünen, Alemanha, atua como uma central para as operações de reciclagem. Lá são desenvolvidos cátodos a partir de matérias-primas secundárias. Enquanto isso, as instalações da Aurubis em Hamburgo são feitos processamentos de uma mistura de concentrados de cobre e materiais de reciclagem no processo principal de fundição, já em suas fábricas na Bélgica e na Bulgária, utilizam como material principal a sucata.

Sobre a Rio Tinto Kennecott

Infográfico: o cobre e a sustentabilidade

A Rio Tinto Kennecott é uma operação de mineração totalmente integrada nos arredores de Salt Lake City, Utah, EUA, e uma unidade de propriedade total da Rio Tinto. Por mais de 110 anos, a Kennecott vem minerando e processando minerais do rico corpo de minério da Mina Bingham Canyon. Além de Bingham Canyon, a subsidiária possui outras instalações no sul da Jordânia, no Vale do Lago Salgado.

Sobre a Boliden AB

A Boliden processa metais, principalmente zinco, cobre, chumbo, níquel, ouro e prata. Sediada em Estocolmo, a Boliden também é uma operadora global líder na reciclagem de eletrônicos e chumbo de baterias.

Sobre a Aurubis AG

A Aurubis é uma das maiores produtoras de cobre da Europa, prestadora de serviços para as indústrias de suprimento automotivo, produtos químicos e de gestão de resíduos, e a maior recicladora mundial de cobre. Com escritórios corporativos em Hamburgo, na Alemanha, a Aurubis produz mais de um milhão de toneladas de cátodos de cobre anualmente, com vários outros produtos do metal.

Sobre a Copper Alliance ®

A Copper Alliance ® é uma rede de centros regionais de cobre e seus membros líderes do setor. É responsável por orientar políticas e estratégias e por financiar iniciativas internacionais e atividades promocionais. Com sede em Washington, DC, a organização possui escritórios em quatro principais regiões: Europa e África, Ásia, América Latina e América do Norte. Os programas e iniciativas da Copper Alliance são executados em mais de 60 países através de escritórios regionais e centros de promoção de cobre em nível nacional.

Fonte extraída, traduzida e adaptada de : https://sustainablecopper.org/best-practices/closing-the-loop-for-the-circular-economy/

COMPARTILHAR