Copper Alliance

Portaria aumenta níveis de eficiência energética de motores elétricos.

De acordo com notícia divulgada em 30/08/2019 no site do Procel, somente poderão ser fabricados no Brasil, ou importados, motores da categoria IR3. Com esta mudança, o Selo Procel atualiza os índices de eficiência para esse tipo de equipamento.

Agora o Brasil faz parte do seleto grupo de países que possuem regulação que determina a categoria IR3 (Premium) como mínimo para os motores e indução trifásico, que correspondem à grande maioria dos motores em operação para os setores com uso mais intensivo de energia.

A Portaria Interministerial nº 01, de 29 de junho de 2017, determinou a proibição da fabricação e importação de motores elétricos com rendimentos inferiores à categoria Premium. Essa ação além de estimular a adoção de motores mais eficientes também possibilita a redução do consumo de energia elétrica do setor industrial, comercial, agropecuário, dentre outros.

Ainda, como apresentado no artigo, dados no Ministério de Minas e Energia (MME), o motor elétrico é responsável por cerca de 70% da energia elétrica que é processada pelo setor industrial, segmento que é responsável por mais de 1/3 de toda a energia elétrica consumida no país.

Com a entrada na nova regulamentação para motores elétricos, os critérios para a concessão do Selo Procel de economia de energia para motores elétricos foram atualizados. Os fabricantes deverão passar por um período de transição para adaptarem seus produtos aos novos requisitos do Selo.

Para produtos que já estão sendo comercializados no mercado, o Selo Procel poderá ser exibido até 28 de fevereiro de 2020, período em que vence o prazo para comercialização dos motores IR2.

Para saber mais sobre esta ação e sobre a Portaria interministerial nº 1 acesse: http://www.procelinfo.com.br/main.asp?View=%7B8D1AC2E8-F790-4B7E-8DDD-CAF4CDD2BC34%7D&Team=&params=itemID=%7B9B1AFAF9-B74B-498D-A320-0DFED45F76BA%7D;&UIPartUID=%7BD90F22DB-05D4-4644-A8F2-FAD4803C8898%7D

COMPARTILHAR