Copper Alliance

Sem crise para o mercado de energia solar fotovoltaica.

A crise passa longe para aqueles que investem em energia solar. Este foi um dos setores que mais cresceram no ultimo ano.

De acordo com matéria divulgada em 13 de junho de 2018 no Jornal Bom dia Brasil, pela Rede Globo de Televisão, o aumento no preço da conta de luz e o crédito mais acessível estão impulsionando o mercado de energia solar. Setor este que cresceu 10 vezes em 2018 se comparado com o ano de 2017, atraindo todos os tipos de consumidores.

Atualmente, a energia solar no Brasil é suficiente para abastecer cerca de 630 mil residências, isto significa 10 vezes mais que no ano de 2017. Além de grandes usinas, existem mais de 30 mil sistemas solares instalados em casas, comércios e na área rural.

Uma das razões que fizeram com que o setor de energia solar tivesse um rápido crescimento foi o encarecimento da conta de luz. Conforme dados divulgados pelo Ministério de Minas e Energia, a conta de luz teve um aumento de quase 500% nos últimos 6 anos, enquanto isso, o preço do kit solar caiu, ficando em um valor entre R$ 15 mil e R$ 20 mil reais.

As vantagens de se ter um sistema fotovoltaico são muitas, por exemplo, em algumas cidades do Rio de Janeiro que possuem o sistema solar, o retorno financeiro se dá em 3 anos e em 13 capitais brasileiras em 4 anos. Este ranking leva em conta o nível de insolação das cidades e a tarifa cobrada pela distribuidora de energia local.

Uma nova linha de crédito divulgada pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDES) permitiu que pessoas físicas, comércios e empresas tenham acesso ao sistema de energia solar fotovoltaica. O BNDES confirmou que promoverá financiamentos dos sistemas solares fotovoltaicos com equipamentos novos produzidos no Brasil, com taxas de juros de até 4,55% ao ano, prazo de amortização de até 12 meses e carência de até 2 anos. Isto quer dizer que, as parcelas pagas mensalmente ficarão abaixo do que se paga hoje, por mês, na conta de luz.

Segundo Rodrigo Sauaia, presidente da ABSOLAR, este benefício está sendo concedido para pessoas físicas, jurídicas, governos estaduais, municipais, cooperativas e associações que poderão reduzir seus gastos de energia elétrica em 80%, sem precisar tirar dinheiro do próprio bolso.

Você sabia que o cobre é vital para que os sistemas de energias renováveis gerem e transmitam a eletricidade com máxima eficiência e mínimo impacto ambiental?

Devido às propriedades físicas e excelente condutibilidade térmica, o cobre auxilia no processo de captação da energia solar, na construção dos coletores que captam e transferem a energia até o sistema de condução de fluidos e altas temperaturas.

Estima-se que, para o ano de 2035, o consumo de cobre crescerá mais de 40%, parte impulsionado por sistemas de energias renováveis e tecnologias verdes como energia solar e eólica e parte pelos veículos elétricos.

Para saber um pouco mais sobre a utilização do cobre em energia solar acesse: https://www.procobre.org/pt/publicacion/analise-de-viabilidade-economico-financeira-para-sistemas-de-micro-e-mini-geracao-distribuida-solar-fotovoltaica/

Fontes consultadas para o artigo: https://globoplay.globo.com/v/6806212/ e https://www.segs.com.br/demais/120299-novas-condicoes-de-financiamento-ampliam-acesso-a-energia-solar-fotovoltaica-para-pessoas-fisicas-empresas-e-governos

COMPARTILHAR